Logos Hope a maior livraria flutuante do mundo
1 de outubro de 2019
Abertura do movimento Outubro Rosa no Palácio Anchieta
3 de outubro de 2019

Outubro Rosa conscientização do câncer de mama

Outubro é o mês dedicado à conscientização para o controle do câncer de mama com o objetivo de compartilhar informações sobre a doença, contribuindo para a redução da mortalidade. No Espírito Santo, o câncer de mama feminino é a principal causa de óbitos por câncer. Entre as dez principais doenças, é a sexta que mais matou as mulheres capixabas nos últimos quatro anos, ficando atrás de infarto agudo do miocárdio, pneumonia, diabetes, Alzheimer e doença cardíaca hipertensiva.

Segundo dados do Sistema de Informação de Mortalidade da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), de 2015 a agosto de 2019 foram totalizados 1.449 óbitos por câncer de mama. Ainda com dados preliminares, em 2018 foram registrados 338 óbitos e em 2019, de janeiro a agosto, 217 mulheres morreram em decorrência da doença.

Estimativas do relatório do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que o Espírito Santo terá, para o biênio de 2018-2019, 1.130 novos casos de câncer de mama feminino.

Para transformar essa realidade é preciso que as mulheres fiquem atentas aos fatores de risco, façam periodicamente o autoexame das mamas (que ajuda a prevenir o desenvolvimento e detectar precocemente a doença) e adotem hábitos de vida saudáveis. Quem afirma é a referência em Saúde da Mulher da Sesa, o ginecologista-obstetra Ary Célio de Oliveira.

“Praticar atividade física regularmente, ter uma dieta saudável, ter a manutenção do peso ideal e principalmente evitar o consumo excessivo de álcool e cigarros são práticas fundamentais para a prevenção primária do câncer de mama nas mulheres”, explicou Ary. Segundo o médico, 30% dos casos podem ser evitados por medidas como essas.

Além disso, o médico informou que também quanto mais precoce o diagnóstico da doença, melhor o seu prognóstico.

Vitória é a segunda capital que mais realiza mamografias

Segundo dados da pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2018, publicada pelo Ministério da Saúde em julho deste ano, a capital do Espírito Santo aparece em segundo lugar no ranking das capitais e Distrito Federal com as maiores frequências de mulheres, entre 50 a 69 anos de idade, que referiram ter realizado exame de mamografia nos últimos dois anos.

Vitória apareceu no ranking com 84,6%, atrás apenas de Salvador (BA), com 85,9%. Em terceiro ficou Porto Alegre (RS), com 84,1%.

O Ministério da Saúde recomenda que todas as mulheres entre 50 e 69 anos de idade façam exames de mamografia pelo menos uma vez a cada dois anos, além de recomendar o exame anual para mulheres acima de 35 anos que pertençam a grupos de alto risco, indo ao encontro das recomendações internacionais.

O Vigitel tem por objetivo de monitorar a frequência e a distribuição dos principais determinantes das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) por inquérito telefônico e compõe o sistema de Vigilância de Fatores de Risco de DCNT do Ministério da Saúde.

Onde buscar tratamento

O Espírito Santo conta com um estabelecimento de saúde habilitado como Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) e seis estabelecimentos de saúde habilitados como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) para o tratamento de câncer de mama:

Hospital Santa Rita de Cássia (HSRC-AFECC) – instituição filantrópica conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS), classificada como Cacon;

Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (HECI) – instituição filantrópica, conveniada ao SUS, classificada como Unacon;

Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes (Hucam) – instituição pública federal, vinculada à Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), classificada como Unacon;

Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória (HSCMV) – instituição filantrópica, conveniada ao SUS, classificada como Unacon, vinculada a instituição de ensino (Emescam);

Hospital Evangélico de Vila Velha (HEVV) – instituição filantrópica, conveniada ao SUS, classificada como Unacon, vinculada a instituição de ensino (Univix);

Hospital Maternidade São José (HMSJ) – instituição filantrópica, vinculada ao SUS, classificada como Unacon;

Hospital Rio Doce – instituição filantrópica, vinculada ao SUS, classificada como Unacon.

Câncer de mama: juntos, sem medo

Para o ano de 2019, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) traz para o Outubro Rosa a temática “Câncer de mama: juntos, sem medo”. Com o objetivo de fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama e desconstruir o medo da doença, o Instituo disponibiliza também a cartilha atualizada “Câncer de mama: vamos falar sobre isso”, elaborada em conjunto com Ministério da Saúde.

Segundo a revista, que está em sua 5ª edição, embora o câncer de mama seja um tema difícil de tratar, falar abertamente sobre pode ajudar a esclarecer mitos e, com isso, aumentar o conhecimento e diminuir o temor associado à doença.

A cartilha está disponível neste link.

Programação Outubro Rosa

– Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves (HEJSN)

Ao longo do mês de outubro, o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves (HEJSN) fará a sensibilização de pacientes, acompanhantes e visitantes com a entrega de laços cor de rosa. No dia 25 de outubro, a coordenação de Projetos Sociais organizará uma roda de conversa com o enfermeiro Alexandre Tresman Prezilius sobre diagnóstico, prevenção e cuidados do câncer de mama e haverá a triagem dos participantes para o exame de mamografia. Além disso, o evento contará com o Dia de Beleza para todas as participantes.

Dia: 25 de outubro (sexta-feira)

Roda de Conversa – Enfermeiro Alexandre Tresman Prezilius

Hora: 14h30

Local: Auditório do HEJSN 

– Hospital Estadual Central – Benício Tavares Pereira (HEC)

A fachada do Hospital Estadual Central – Benício Tavares Pereira (HEC) estará iluminada de rosa durante todo o mês de outubro, além disso, os colaboradores poderão substituir o uniforme pela blusa rosa e calça jeans todas as sextas-feiras de mês.

O HEC irá promover a arrecadação de lenços, chapéus e bonés. Os acessórios contribuem para o resgate da autoestima, proporcionando momentos de leveza e alegria para pacientes oncológicos. Eles serão destinados à Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc).

As doações podem ser deixadas no varal personalizado no 1º andar a partir do dia primeiro de outubro (01), junto com uma mensagem de apoio.

Informações à imprensa

Assessoria de Comunicação da Sesa

Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes

(27) 3347-5642 / 3347-5643

asscom@saude.es.gov.br

Assessoria de Comunicação – Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves

comunicacaohejsn@gmail.com

(27) 3331-7552

Assessoria de Comunicação – Hospital Estadual Central – Benício Tavares Pereira

comunicacao@hec.org.br

(27) 3636-4733 / 99227-1031

 

Fonte: Governo ES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
30 − 6 =